Brasileiros na Nova Zelândia - parte 1

20.02.2019

Brazil Lines |

Ir morar em outro país nem sempre é uma decisão fácil, pois, muitas vezes, acabamos abrindo mão do convívio familiar, dos amigos e, até mesmo, do emprego ou trabalho na área inicialmente escolhida.

 

Mas a mudança para o exterior traz também muitas experiências novas e gratificantes, como, por exemplo, a possibilidade de aprender um novo idioma, a convivência diária com uma cultura diferente e a oportunidade de fazer novos amigos e, quem sabe, um novo amor.

 

Pensando nisso, a Brazil Lines resolveu conhecer histórias de brasileiros que resolveram largar o Brasil e tentar a vida em outros países. Uma das opções bastante procuradas pelos brasileiros é a Nova Zelândia, um país com bom índice de desenvolvimento e que proporciona experiências inesquecíveis.

 

O entrevistado da vez é o Chef de Cozinha Celenio Gouveia Junior!

 

1 - Brazil Lines - Qual o seu nome completo, idade e profissão?

Celenio - Celenio Gouveia Junior, 35 anos e sou Chef de Cozinha.

 

2 - BL - Por que você se mudou para a Nova Zelândia? Qual foi o seu motivo?

Celenio - Eu me mudei para buscar qualidade de vida, oportunidade de desenvolvimento, segurança. Também gosto de natureza e de esportes radicais e a Nova Zelândia tem, praticamente, todos os esportes radicais.

 

3 - BL - Como se sentiu no começo? Quais problemas enfrentou?

 Celenio - O começo é sempre ralação, demora um pouco mais de um ano para se sentir bem adaptado. Tem os problemas básicos, que são conseguir emprego, entender a língua, conseguir moradia, fazer amigos etc. Eu sou do Nordeste do Brasil e cheguei aqui na Nova Zelândia no inverno, sofri com o frio principalmente, pois eu surfo. Mas depois de alguns anos me acostumei com isso. Hoje em dia surfo no inverno sem problemas.

 

4 - BL - Como você se virava no início?

Celenio - Por eu ter morado e estudado 4 anos na Austrália, antes de vir para a Nova Zelândia, me ajudou muito com a língua. Eu tinha uma fluência no inglês e conseguia me expressar bem, tinha uma noção de como era morar fora. Tem muito Kiwis (como são conhecidos os Neozelandeses) que moram na Austrália então eles sempre me deram muitos toques.

 

5 - BL - E as barreiras com a língua, você já falava inglês ou aprendeu lá? O inglês da Nova Zelândia é muito diferente do ensinado no Brasil?

Celenio - Eu já falava bem o inglês quando cheguei aqui. O inglês da Nova Zelândia é fácil de entender, já o inglês Maori é mais complicado de entender. Tem outros tipos de inglês: o dos asiáticos, europeus e assim vai. A Nova Zelândia é um país cosmopolita, tem gente de todo canto e vários tipos de sotaques. Eu estudei inglês no Brasil por 3 anos, no tempo que morava em Fernando de Noronha. O inglês que aprendi no Brasil é o inglês americano, que não é o inglês que se usa na Nova Zelândia, pois aqui eles usam o inglês britânico.

 

6 - BL - Que tipo de visto você tem? O processo para conseguir foi difícil?  

Celenio - O processo é sempre muito difícil. Para mim não foi tanto, pois eu me qualifiquei na Austrália e aprendi inglês bem antes de vir. Depois de 6 meses que estava aqui, eu já tinha meu Visto de Residência. Hoje em dia tenho a cidadania Neozelandesa há 3 anos.

 

7 - BL - Como foi a receptividade do povo neozelandês? Eles são abertos aos estrangeiros ou são mais fechados?

Celenio - O povo Neozelandês é show, muito receptivo. Auckland é a maior cidade da Nova Zelândia, mas é a que menos tem kiwi. As outras cidades tem bastante kiwis e eles são super do bem. Lógico que tem que se dar respeito para poder ser respeitado.

 

8 - BL - Como foi o processo pra você encontrar moradia (casa/apartamento) na Nova Zelândia?

Celenio - Trademe.co.nz é o site para encontrar acomodação, super fácil. Você acha a casa que gosta, se aplica e espera para ser selecionado. Mas dá para achar acomodação também através do facebook nas páginas dos grupos brasileiros.

 

9 - BL - Como é a sua rotina? Você trabalha ou estuda?

Celenio - Eu e minha esposa trabalhamos e cuidamos da casa e do nosso filho de 1 ano. Nos finais de semana ficamos livres para aproveitar a família ou surfar, praticar skate, snowboard etc.

 

10 - BL - Como são as questões relativas à segurança, saúde e educação por aí?

Celenio - Eu moro em Tauranga, que é uma cidade distante 3 horas de Auckland. Aqui é super seguro, a educação é bem boa. As escolas do governo aqui são melhores que as escolas particulares no Brasil. Com o aumento da população os hospitais ficam bem cheios, mas no geral é tranquilo.

 

11 - BL - O que você mais gosta, que mais te surpreendeu, ai na Nova Zelândia?

Celenio - Gosto da paz, da natureza. O que mais surpreendeu foi ver como o kiwi tem uma consciência em manter a Nova Zelândia limpa. O governo não aceita extração de Petróleo no mar para não afetar a natureza marinha.

 

12 - BL - Qual a sua visão da vida em geral na Nova Zelândia? É mais corrida ou mais tranquila do que no Brasil?

Celenio - Super tranquila, com muita natureza. O povo kiwi é mais descansado e não se estressa por tudo, a vida anda em uma passada mais lenta.

 

13 - BL - Como você compararia a sua vida no Brasil e na Nova Zelândia?

Celenio - Aqui eu consigo ter algumas coisas que eu não teria se estivesse morando no Brasil, principalmente pois não venho de família rica. É tudo bem mais acessível, como tecnologia, viagens, carros etc.

 

14 - BL - Além dos amigos e familiares, o que você mais gosta e sente falta do Brasil?

Celenio - Comida, música e, principalmente, o clima.

 

15 - BL - Você vem com regularidade ao Brasil? Já voltou alguma vez após a mudança?

Celenio - Tento ir ao Brasil todo ano, pelo menos por 4 semanas por ano. Esse ano eu estou indo em Abril. Nunca voltei para o Brasil para morar desde que sai, em 2007, mas já passei 3 meses de férias em 2 ocasiões.

 

16 - BL - Você acha que você vai voltar a morar no Brasil?

Celenio - No momento não penso em morar no Brasil, mas ninguém sabe o dia de amanhã.

 

17 - BL - O que você diria para alguém que está pensando em ir morar na Nova Zelândia? Que dicas daria?

Celenio - Começar a estudar inglês e juntar dinheiro agora! Tentar fazer tudo certo com a imigração, nada de jeitinho brasileiro, pois aqui não cola. Venha sozinho, evite vir com namorada ou com amigo. 

 

Se você quer fazer como o Celenio e ir embora do Brasil, é importante lembrar que é preciso estar com toda a documentação certa, para não correr riscos. Depois do visto ajeitado, preocupe-se apenas em arrumar as malas. Deixe a sua mudança por nossa conta. Nossos colaboradores são extremamente eficazes e competentes e, com certeza, cuidaremos das suas coisas como se fossem nossas!


 

Please reload

DESTAQUES

A voltagem da rede elétrica da sua cidade de destino é 110v ou 220v?

10.05.2019

1/30
Please reload

RECENTES

Please reload

SIGA

  • Instagram ícone social
  • Facebook Long Shadow

FICAMOS  SEMPRE CONTENTES

EM CONHECER NOSSOS LEITORES E COMPARTILHAR CONHECIMENTOS E IDÉIAS 

 

ESCREVA PARA NÓS

+55 (41) 3073 0280

+55 (51) 3474 3445

© Copyright Brazil Lines. Todos os direitos reservados.