Adaptação escolar no exterior

24.10.2018

Brazil Lines |

 

Há algum tempo a Brazil Lines trouxe, aqui no blog, uma matéria falando sobre a adaptação escolar fora do Brasil, já que, muitas vezes, o calendário escolar é diferente, o que acaba fazendo com que algumas crianças avancem ou refaçam alguma série, dependendo da época do ano em que se mudam para o exterior.

 

Como estamos quase no final do ano e, no Brasil, também é o fim do ciclo escolar, muitas famílias consideram esse o melhor momento para iniciar a mudança para fora do país. Assim quando o ano seguinte se iniciar, terá início também uma nova etapa na vida da família. Muita gente também considera essa a melhor época para a adaptação das crianças, ainda mais se elas são pequenas mas já estão em idade escolar.

 

Com o ano letivo terminado, muito provavelmente as escolas irão matricular os seus filhos na mesma série que estavam no Brasil, pelo menos até a metade do ano, quando se inicia um novo ciclo escolar. Isso é positivo, pois acaba dando oportunidade deles fixarem o aprendizado da língua, sem, necessariamente, fixarem o conteúdo. Mas, quando o conteúdo é mais importante que o idioma, muitas escolas, principalmente em países que recebem muitos imigrantes, tem auxílio para quem não domina o idioma, permitindo assim que a criança faça algumas provas na sua língua materna.

 

Mas a adaptação escolar não deve ficar apenas na escola. Os pais têm que estar presente e verificar o comportamento dos filhos em casa. Muitas vezes eles dão sinais de que algo não está sendo positivo, que eles estão incomodados com alguma coisa. Esse é um comportamento, muitas vezes, natural, pois eles saíram da zona de conforto, ou seja, deixaram a escola no Brasil, boa parte de sua família e seus amigos também ficaram. Se para um adulto, às vezes, é complicado, imagine para uma criança.

 

Isso depende muito do comportamento e da idade da criança. Os maiores, com 10 anos ou mais, acabam se esforçando um pouco mais para aprender rápido, pois entendem que não estão mais no Brasil. Se eles forem extrovertidos, mais fácil ainda, pois não medirão esforços para se fazer entender, seja soletrando ou, até mesmo, fazendo mímicas.

 

Já os menores e mais introvertidos tem mais problemas. Por não entender e dominar direito o novo idioma, algumas crianças acabam se isolando, pois não conseguem se comunicar e podem imaginar que os colegas estão rindo dele. Essa é a hora em que os pais e professores têm que se unir.

 

Uma conversa entre os pais e a professora (ou professor) pode ajudar a verificar onde está o problema. Alguns exercícios de fixação podem ser passados e os pais devem ajudar os filhos. Além de aproximar um pouco a família, também pode ser uma grande ajuda para os pais que ainda não dominam completamente a nova língua. Uma outra dica é colocar os desenhos e séries favoritos no novo idioma, assim as crianças se distraem e aprendem ao mesmo tempo. Os jogos e leituras também devem ser bastante estimulados. Enfim, o importante é prestar atenção e conversar com os seus filhos, para que a transição seja calma e prazerosa.

 

Uma outra dica é escolher a Brazil Lines para cuidar da sua mudança. Nossos colaboradores são extremamente eficazes e competentes e, com certeza, cuidaremos das suas coisas como se fossem nossas!

Please reload

DESTAQUES

A voltagem da rede elétrica da sua cidade de destino é 110v ou 220v?

10.05.2019

1/30
Please reload

RECENTES

Please reload

SIGA

  • Instagram ícone social
  • Facebook Long Shadow

FICAMOS  SEMPRE CONTENTES

EM CONHECER NOSSOS LEITORES E COMPARTILHAR CONHECIMENTOS E IDÉIAS 

 

ESCREVA PARA NÓS

+55 (41) 3073 0280

+55 (51) 3474 3445

© Copyright Brazil Lines. Todos os direitos reservados.