Sentimentos e Imigração



Existem diversos motivos que levam as pessoas a imigrar, independente do motivo, quase todos os imigrantes relatam alguma dificuldade no processo de adaptação ao novo lugar. Adaptações são desafiadoras em qualquer etapa da vida, se você tem filhos, deve lembrar o frio na barriga no primeiro dia de aula (inclusive as vezes maior nos próprios pais que nos filhos). Ou então da sua adolescência a enfrentar um novo colégio. Adaptações podem gerar desconforto e inclusive tristeza, solidão, medo e diversas outras emoções.

Entretanto é necessário estar atento a intensidade e quão prejudiciais tais emoções estão sendo no seu dia a dia e no processo imigratório. Sentir tristeza frente a algo tão novo, se sentir perdido e as vezes sem saber por onde começar, podem ser parte desse processo, mas em caso que tais sentimentos te paralisem ou não te permitam avançar vale a pena olhar para eles com mais cuidado. A diferença entre tristeza e depressão está sempre bastante relacionada ao nível de prejuízo causado no dia a dia da pessoa que passa por isso.

Vale a pena lembrar que tanto a tristeza como a depressão precisam ser olhadas, acolhidas e tratadas. Uma parte importante do processo de tristeza é aprender a aceitar os dias ruins e os momentos de desanimo. Deixar a família, o conhecido e encarar um novo lugar não são feitos somente de bons momentos. Se permita sentir, mas tenha sempre em mente que dias ruins, também chegam ao fim. Aprender a falar sobre isso, com seus familiares, amigos ou um grupo de imigrantes que possa te ajudar. Expressar é sempre um excelente remédio. Busque lugares em que você se sinta cômodo para isso.

Entenda que nem toda a tristeza parte da imigração. As pessoas que imigram correm o risco de colocar “na conta da imigração” toda a dificuldade que encontram, lembre-se que quando você estava em casa, também existiam dias ruins. Eles fazem parte da vida, mas não precisam definir ela. Caso você perceba que seu nível de tristeza está te impedindo de viver a imigração como gostaria, busque ajuda. Um psicólogo pode te ajudar.

_________

Talitha Vergara

Psicóloga e Imigrante

Instagram: @talivergara

PARANÁ 
Rod. BR 116, 17817 (Linha Verde)

81.690-310 - Curitiba-PR
 

(41) 3073-0296 - WhatsApp

RIO GRANDE DO SUL

Rua São Leopoldo, 309

93.216-460 - Sapucaia do Sul-RS
 

(51) 3474-3445 - WhatsApp

SANTA CATARINA
(48) 3036-0428 - WhatsApp

DEMAIS REGIÕES

(41) 3073-0296 - WhatsApp