O ano que a imigração parou



Em março, quando as fronteiras e boa parte do mundo fechou, uma série de imigrações deixaram de acontecer, justamente neste momento. Tenho uma paciente que teve que lidar com o fato de que tinham a ida para os EUA planejada para uma semana depois do fechamento das fronteiras, eles não foram e resolveram que não fazia mais sentido realizar a imigração, pelo menos não agora. Tenho uma amiga que foi selecionada em um processo seletivo incrível para trabalhar em New York, vendeu todas as suas coisas em fevereiro, entregaram o apartamento que moravam e está agora vivendo “peregrina” até conseguir ir assumir presencialmente o projeto que ela conquistou. Tenho outra amiga que também mora no Chile e que conversávamos sobre como ela sente que o processo imigratório dela parou neste ano, não teve contato com a cultura, com a língua nem com pessoas novas já que estivemos em casa boa parte deste ano.


Todos nós vamos precisar enfrentar o desafio de não achar que esse tempo foi perdido no nosso processo imigratório. Talvez você faz parte do grupo que precisou desistir, pelo menos temporariamente da imigração, ou você precisou adiar ou talvez você assim como eu, mora fora, mas sente que esse ano se desenvolveu muito pouco no processo imigratório. Todas essas coisas jamais serão tempo perdido. Este ano, podemos não ter evoluído no idioma, mas aprendemos a ser mais resilientes, mais adaptáveis e olhar mais para dentro. Não é fácil lidar com as frustrações que este ano nos proporcionou, não é fácil lidar com a pausa que ele nos estipulou, nem tudo que precisamos enfrentar é fácil, mas tudo tem a capacidade de se transformar em algo positivo.


As fronteiras vão voltar a abrir, a imigração vai voltar a acontecer, os planos, sairão do papel e as coisas vão voltar ao “normal” (embora eu ainda não sei definir bem o que isso significa) e você pode escolher o que vai levar deste ano na sua “bagagem da vida”. Frustrações ou aprendizados? Reclamações ou agradecimentos? Eu te garanto que o que é positivo, é muito mais leve.

_________

Talitha Vergara

Psicóloga e Imigrante

Instagram: @talivergara

0 comentário

PARANÁ 
Rod. BR 116, 17817 (Linha Verde)

81.690-310 - Curitiba-PR
 

(41) 3073-0296 - WhatsApp

RIO GRANDE DO SUL

Rua São Leopoldo, 309

93.216-460 - Sapucaia do Sul-RS
 

(51) 3474-3445 - WhatsApp

SANTA CATARINA
(48) 3036-0428 - WhatsApp

DEMAIS REGIÕES

(41) 3073-0296 - WhatsApp