E se der certo?


E se der certo?

Talvez você nunca tenha parado para pensar nisso e eu te convido a ser honesto consigo mesmo. Você já teve medo de que a imigração desse certo? Provavelmente de maneira automática você pode responder: claro que não, tudo o que eu quero é que isso dê certo. E sim, geralmente, existe o desejo que dê certo, mas as vezes junto com ele existe também o medo de que isso aconteça. Afinal uma imigração pode dar certo a ponto de não ter mais sentido voltar para aquilo que durante toda a vida chamamos de casa, a ponto de ter coragem de deixar tudo o que até então conhecíamos como cultura e decidirmos por ver a família uma vez por ano e seguir criando novas tradições para os almoços de domingo.

Eu te convido a pensar nisso porque eu particularmente tive que ter a coragem de olhar para dentro e descobrir que eu tinha (e ainda tenho) medo. Que para mim é difícil pensar em olhar para meus familiares, meus pais, minhas irmãs, sogros e cunhados e dizer: eu não vejo mais sentido em voltar. Não é o trabalho que nos prende lá. Não é o “destino” que nos deixa lá, somos nós. Lá é onde queremos estar, é onde faz sentido para nós. Eu tive que olhar para esse medo e começar a entender, conversar e aceitar ele. Entender que ser protagonista da minha própria história vai exigir que eu tenha coragem de viver o que faz sentido para mim. As vezes achamos que a maior prova de amor que podemos dar é estar, estar perto da família ou daquilo que conhecíamos, mas a maior prova de amor que podemos dar é ter a coragem de viver o que faz sentido para nós.

Sempre que escolhemos, deixamos coisas para trás. A vida é assim e é inevitável. As vezes crescemos e continuamos achando que podemos ter todos os brinquedos da loja e como você deve saber, nós não podemos. E se pudéssemos, não seria bom. Escolher e renunciar fazem parte da vida, e na vida do imigrante isso é constante. Não tenha medo de se permitir que dê tão certo a ponto de você escolher viver assim. Ser grato pelas pessoas e histórias que fazem parte da nossa vida, não significa estar para sempre no mesmo lugar.

_________

Talitha Vergara

Psicóloga e Imigrante

Instagram: @talivergara

PARANÁ 
Rod. BR 116, 17817 (Linha Verde)

81.690-310 - Curitiba-PR
 

(41) 3073-0296 - WhatsApp

RIO GRANDE DO SUL

Rua São Leopoldo, 309

93.216-460 - Sapucaia do Sul-RS
 

(51) 3474-3445 - WhatsApp

SANTA CATARINA
(48) 3036-0428 - WhatsApp

DEMAIS REGIÕES

(41) 3073-0296 - WhatsApp