Culpa e Imigração


culpa tristeza imigração expatriação

As vezes a culpa bate na nossa porta, principalmente quando acontece alguma coisa difícil com alguém que amamos e não estamos perto. Pensamentos como: “por que eu não estava lá? Eu deveria estar lá. Se eu tivesse talvez isto não teria acontecido” podem aparecer e permanecer. A culpa tem um poder gigante e pode nos corroer, nos tirar bons momentos e inclusive tem a capacidade de tirar de nós mesmos nossa felicidade. Por isso, você vai precisar aprender: perder é inevitável e a dor faz parte da vida. Na maior parte das vezes que a culpa bate, ela não tem fundamento, na maior parte dos casos, são sobre coisas que você não tem real controle. Ou sobre escolhas que dizem respeito ao outro não a você.

Vai ser necessário dar um passo para trás, respirar e falar com você mesmo. Será necessário equilibrar suas emoções e pensamentos para atravessar esse período. Avalie as evidencias de como isso que aconteceu poderia ser de fato sua culpa (e talvez você descubra nesse processo que na realidade não é culpa de ninguém, especificamente), perceba que na maioria das vezes a ideia de que você poderia ter evitado tal coisa não passa de um pensamento que está cheio de “se” e pouca coisas reais. Por exemplo: se eu estivesse lá e se naquele exato momento eu tivesse falado com ele, se ele tivesse me escutado e aceitado o que eu falei, se ele não tivesse saído então o acidente não teria acontecido. Percebe a quantidade de coisas hipotéticas e que não estão ligadas somente a distância? Você poderia morar na mesma cidade, mas existe diversos “se” que não tem como controlar.

O objetivo desse exercício é você entender que se manter na culpa é uma escolha. E uma escolha cruel, com você mesmo e com quem você ama. Praticar a aceitação de que existem cosias que fogem do nosso controle não é fáceis, mas é necessário. Existem coisas que não podemos evitar e não é culpa de não estarmos em um determinado lugar, é a vida acontecendo, simplesmente como ela é. E a vida, ah, essa gosta de nos deixar sem explicação as vezes.

_________

Talitha Vergara

Psicóloga e Imigrante

Instagram: @talivergara

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo